Junho 20, 2021

STF libera especial de Natal do Porta dos Fundos com Jesus gay

O especial de Natal dos Porta dos Fundos retrata satiricamente Jesus Cristo como homossexual após passar 40 dias no deserto.

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) manteve, por unanimidade, nesta terça-feira, 3, decisão do ministro Dias Toffoli que autorizou a Netflix a exibir o “Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo“.

O vídeo retrata satiricamente Jesus Cristo como homossexual após passar 40 dias no deserto.

Especial de Natal do Porta dos Fundos na Netflix revolta igrejas por retratar Jesus como gay

Os ministros Gilmar Mendes, Edson Fachin, Cármen Lúcia e Ricardo Lewandowski entenderam que o caso trata-se de liberdade de expressão e a veiculação não pode ser proibida.

A Segunda Turma manteve outro ponto da decisão de Toffoli. Ele revogou uma determinação da Justiça do Rio de Janeiro que, embora não proibisse a exibição do filme, mandava incluir um aviso informando que era uma sátira a “valores caros e sagrados da fé cristã”.

Em janeiro deste ano, o TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) decidiu suspender o especial, atendendo a um pedido de uma associação católica.

No dia seguinte, o ministro Dias Toffoli concedeu uma decisão liminar (provisória) na qual liberou a exibição do especial. Agora, a Segunda Turma confirmou a decisão.

“Retirar de circulação material apenas porque seu conteúdo desagrada parcela da população, ainda que majoritária, não encontra fundamento em uma sociedade democrática e pluralista como a brasileira”, disse o ministro Gilmar Mendes, relator do caso.

Entenda o caso

Em dezembro de 2019, o “Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo” foi suspensa pela Justiça do Rio de Janeiro. Em seguida, o vídeo foi liberado por uma liminar concedida pelo ministro Dias Toffoli, então presidente da Corte.

Na ocasião, a legalidade da exibição foi contestada pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura. A entidade alegou que o canal ofendeu a fé cristã e promoveu discurso de ódio contra a religião.

Dom Henrique Soares da Costa , atual bispo da Diocese de Palmares, em Pernambuco, entrou na campanha pelo cancelamento de assinaturas da Netflix.

“Então, como Bispo da Igreja, eu exorto vivamente aos cristãos: neste Natal, proclame seu amor, sua fé, seu respeito em relação a Nosso Senhor Jesus Cristo; mostre que seu amor por Ele é real e ativo: cancele a assinatura da Netflix e lá, no menu apropriado, explique o motivo: “desrespeito por Jesus Cristo”, “ desrespeito pelo cristianismo”, etc. Se você realmente crê e ama ao Senhor, não há outra atitude a tomar…”, escreveu o bispo em sua página no Facebook

Sem Netflix:um simples e belo presente para o Deus nascido da Virgem Eu era assinante da Netflix. Nesta semana,…

Posted by Dom Henrique Soares da Costa on Saturday, December 7, 2019

Assista o trailer do Especial de Natal do Portas dos Fundos 2019:

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
11993455895