Janeiro 27, 2021

Bolívia realiza primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo

País se tornou o sexto da América Latina a permitir a união civil entre casais homoafetivos

Juntos há dez anos, David Aruquipa e Guido Montaño se tornaram o primeiro casal homoafetivo da Bolívia a terem a união reconhecida legalmente. O registro civil de “união livre” foi feito em um cartório de La Paz na sexta-feira, 18. 

A união foi possível depois que a Justiça boliviana determinou, na semana passada, o reconhecimento de uniões de casais do mesmo sexo. “Hoje, David Aruquipa e Guido Montaño fizeram seu registro de união livre nas dependências da Direção Departamental do Serviço de Registro Cívico de La Paz”, informou o Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) no Twitter. 

 

Com a decisão do Judiciário, a Bolívia se tornou o sexto país da América Latina a permitir que uniões homoafetivas sejam formalizadas — colocando-se ao lado de Argentina, Equador, Brasil, Colômbia e Uruguai. 

Continua após a publicidade

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp